Estudos mostram que, se por um lado o isolamento social favoreceu uma diminuição na experimentação entre os jovens que ainda não bebiam, por outro verificou-se um aumento do consumo entre aqueles que já o haviam iniciado.

Download